A Lei do Orçamento do Estado para 2017 introduziu, sob a designação de “Adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis” (AIMI), um novo imposto, com incidência e taxas autónomas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e com características de imposto sobre o património imobiliário global. O AIMI é analisado pela Sociedade de Advogados Rogério Fernandes Ferreira & Associados na Informação Fiscal, publicada este mês, que pode ser consultada aqui.