A AIP aprovou em Assembleia Geral anual, reunida no dia 15 de maio, o Relatório de Atividades e Contas da Associação e os respetivos pareceres da Direção e do Conselho Fiscal, referentes ao exercício de 2023. Com um resultado líquido positivo de 219 mil euros, este exercício apresenta uma melhoria significativa em todos os rácios financeiros. De salientar ainda que o passivo teve uma redução de dois milhões de euros relativamente ao ano anterior e que o passivo bancário teve um decréscimo de 27 por cento, correspondendo a um milhão de euros. Os rendimentos atingiram o valor de 5,4 milhões de euros.

Durante a sua intervenção o presidente da Direção da AIP, José Eduardo Carvalho, salientou que “a Associação tem como objetivo liderar, em termos associativos, as áreas de transição energética, do redimensionamento empresarial, e da capitalização das empresas, para as quais temos desenhados projetos que iremos continuar a desenvolver no terreno”. Na globalidade dos projetos e ações desenvolvidas pela AIP em 2023, “foram mobilizadas mais de 7400 empresas, num total de 15 mil participantes. Foi também ultrapassado o número de 6100 associados, dispersos por todas as regiões do país, entre os quais 118 associações empresariais”, acrescentou.