• Os novos desafios do associativismo empresarial
    e a eficácia das medidas de combate ao covid-19

    (…) Anterior geração
    Pedro Tavares pertence a uma geração de dirigentes que introduziram inovação e alterações estratégicas no associativismo empresarial.
    Reforçaram a centralidade das empresas na economia e na sociedade.
    • Integraram o desenvolvimento regional na missão, programa e atividades das associações.
    • Assumiram-se como atores de desenvolvimento regional, dinamizando parcerias com as autarquias.
    • Iniciaram a aproximação das empresas às universidades, até aí duas entidades que não se conheciam.
    • Dinamizaram projetos estruturantes para as regiões.
    • Superaram a ausência de quadros técnicos com a criação de escolas profissionais.
    • Criaram sociedades de garantia mútua, tão importantes que foram nas duas crises que passamos.
    Colocaram a internacionalização e o reforço da capacidade exportadora como um imperativo da sua atividade.
    • Foi a época de ouro do associativismo e do associativismo regional.

    1. Os desafios de hoje são diferentes.

    • O mercado associativo está pulverizado. 1064 AEs, 1 associação por cada 375 empresas, disputam a representação associativa.
    • O alheamento das empresas e a falta de representatividade da maioria das AEs obrigam-nos a refletir sobre a sua utilidade social, e sobre o valor que criam nas empresas.
    • O nosso “core” hoje é invadido por uma sobre posição de atividades e ações das: confederações, clusters, CIMs, Fundações, Universidades, organismos públicos.
    O apoio às empresas na capacitação de empresários e técnicos, no empreendedorismo, gestão dos incentivos regionais, na internacionalização, na inovação, está a ser ocupado por todas estas entidades, com uma resignação e inércia das AEs que me surpreende.
    • Todas estas estruturas de intermediação entre sistemas de incentivos e empresas, têm acesso a apoios de assistência técnica e investimento. Isto é, CAPEX e OPEX destas instituições são financiados a 100%.
    • As AEs estão há 25 anos sem acesso direto a subvenções para qualificar os seus quadros técnicos ou se renovarem tecnologicamente. E lamentavelmente, a mensagem que passa é que as AEs subsistem à conta de subsídios de exploração.
    Por tudo isto, precisamos de AEs com garra, determinação para combater este estado de coisas.


    2. Entramos numa nova fase.
    O movimento atual é para direcionar a nossa ação e atividade para:
    • Projetos que tenham aplicação no “chão de fábrica” com efeito direto na produtividade.
    • Utilizar até ao último cêntimo os apoios para a digitalização do tecido produtivo.
    • Capacitar empresários e técnicos em novas competências digitais.
    • Reforçar a ligação a universidades e laboratórios de investigação mas com exigências de se alterar a atual situação em que 80% é investigação fundamental e 20% é investigação aplicada. Exige-se que a utilização de fundos estruturais nestas valências esteja condicionada a candidaturas em co-promoção de empresas/universidades.
    • Projetos que reforçam a cooperação empresarial e o seu redimensionamento. Acreditem, que não haverá alterações significativas na produtividade, inovação, intensidade exportadora, e nos salários com a atual dimensão das empresas;
    • Conceber e dinamizar a criação de instrumentos de financiamento. A Câmara do Fundão criou com Portugal Ventures um fundo de capital regional para as empresas. A AIP está a trabalhar na emissão de obrigações grupadas para PME.
    • Dado o brutal choque de seleção que irá ocorrer, irão aparecer fundos para reestruturação de empresas. Temos de lá estar e dinamizar a procura.
    Aumentar a capacidade negocial das PME na aquisição de energia e outras utilities, agregando consumos e leiloá-los.
    • Intermediar e dinamizar a procura em processos de aquisição e fusão de empresas em parceria com estruturas especializadas nestes domínios.
    • Dinamizar a criação de estruturas de mediação e arbitragem.
    • Intervir de forma moderada mas atuante em projetos piloto regionais na produção de hidrogénio.
    Esta é a nova fase na vida das AEs. (…)

    19 de Abril de 2021 

  • Many appealing ways to present information

    Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem.

    Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem.

  • Several appealing ways to present information

    Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem.

    Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem.

  • Numerous appealing ways to present information

    Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem.

    Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem.