Identificar potenciais clientes, realizar reuniões bilaterais, facilitar parcerias de negócio e promover encontros institucionais de valor acrescentado para as empresas participantes são os objetivos da missão empresarial que a AIP está a organizar a Bogotá e Medellín, na Colômbia, de 22 a 28 de outubro.

Conheça o programa. Consulte as condições de participação. Inscreva-se aqui.

Nos últimos cinco anos, a dinâmica nas vertentes exportação e investimento das empresas portuguesas naquele país levou a um crescimento médio das exportações nacionais de bens e serviços de 32,7%, sendo Portugal já o 7º país que mais investe em projetos Greenfield em Bogotá. Jerónimo Martins, Mota-Engil e Timwe são algumas das empresas lusas que já apostaram no mercado colombiano.

Com uma localização geográfica privilegiada - portos no Atlântico e no Pacífico - é porta de entrada para os restantes Países da Aliança do Pacífico (Chile, Peru e México) que, em conjunto, representam um mercado de 215 milhões de habitantes, correspondendo à 8ª economia mundial.

As empresas com sede na região Norte, Centro, Alentejo e Algarve que cumpram os demais requisitos de elegibilidade para beneficiarem dos incentivos do Portugal 2020 apenas pagam o correspondente a 50% do valor de participação na missão empresarial (despesas elegíveis). As empresas com sede na região de Lisboa que cumpram os demais requisitos de elegibilidade para beneficiarem dos incentivos do Portugal 2020 apenas pagam o correspondente a 60% do valor de participação na missão empresarial (despesas elegíveis).

Esta é a 5ª missão empresarial organizada pela AIP, em 2017, com o apoio do COMPETE 2020 - Programa Operacional de Competitividade e Internacionalização.